terça-feira, 18 de abril de 2017

Doenças respiratórias têm maior incidência no outono

Com o início do outono, há um aumento considerável das chamadas doenças sazonais, que aparecem em uma determinada estação do ano e em sua maioria são enfermidades respiratórias.
De acordo com a pneumologista pediátrica do Hospital Santa Clara, Dr.ª Ariadne Brito Bertarini, as doenças mais frequentes nesse período do ano são resfriados, gripes, laringites, bronquites, pneumonias, bronquiolites, asma e rinite. “Isso deve-se, sobretudo, a fatores climáticos. Nesse período do ano no Brasil, a temperatura e a umidade relativa do ar diminuem, o que dificulta a dispersão de partículas e também leva a um maior nível de poluição”, explica a médica.
Ainda de acordo com Ariadne, a combinação dessas condições climáticas com o fato das pessoas ficarem mais tempo em ambientes fechados devido ao frio, também leva a fácil disseminação de algumas doenças transmitidas pelo ar. “O resultado dessas situações é o ressecamento das vias aéreas, que faz com que o mecanismo de defesa contra vírus e bactérias diminua consideravelmente”, comenta a pneumologista.
Mesmo que essas doenças surjam com mais frequência no outono, é possível preveni-las com alguns hábitos simples, como beber bastante água, usar soro fisiológico para lavagem nasal e umidificadores de ar, lavar as mãos com água e sabão (de preferência líquido), e quando não for possível, usar o álcool em gel.
A médica também lembra que as crianças ficam mais vulneráveis a essas enfermidades, logo, o cuidado deve ser redobrado. “Evite o contato das crianças com pessoas doentes e deixá-las em locais aglomerados e sem ventilação adequada”, finaliza Ariadne.



Compartilhar

Postagens Relacionadas

Doenças respiratórias têm maior incidência no outono
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial