quarta-feira, 5 de abril de 2017

Cidade recebeu festa que reinventa a lógica urbana

Cidade recebeu festa que reinventa a lógica urbana e traz DJs, yoga e gastronomia saudável
Larissa Cruvinel - Organizadora da Wake Uberlândia
Uberlândia recebeu hoje a primeira festa matinal. Conhecida como WAKE, a festa aconteceu no Espaço All Vitta, na Morada da Colina, às 7h da manhã. O evento contou com yoga, música com uma playlist inédita voltada para esse tipo de festa executada pela DJ Thascya Spirandelli, escalda pés, esmaltação de unhas, massagens e gastronomia saudável, começando logo nas primeiras horas da manhã e terminando pontualmente às 9h. 
Segundo Lourenço Bustani, idealizador da Wake, a proposta é reinventar a lógica urbana e proporcionar um novo olhar das pessoas para seu dia a dia. “A WAKE é uma festa matinal que traz você para o aqui e agora por meio de uma celebração. É um convite para uma manhã mais prazerosa e um dia com mais significado. Um evento inusitado em que os todos se doam para participar”, conta. 
WAKE, do inglês ”acordar” (e que remete também a "awake" = despertar), propõe uma celebração da vida em pleno meio de semana, à luz do dia. Como praxe em todas as edições, todo o lucro da venda de ingressos será doado para projetos sociais locais, visando estimular o protagonismo de cada um na construção de um futuro coletivo mais favorável. 
Em Uberlândia, a renda foi destinada à ONG SOS Mulher e Família de Uberlândia, que trabalha com atendimentos gratuitos a pessoas que vivenciam situação de violência familiar e conjugal. O SOS também estará presente no evento para promover o contato entre o público e o beneficiário da doação. 
Os parceiros da festa, que incluem DJ, professora de yoga, empresas de alimentos e bebidas, entre outros serviços, também entram no espírito doador e contribuem com seus produtos ou serviços de forma gratuita. 
Tudo começou às 7h, com uma prática de yoga, liderada por Fernanda Carneiro. A partir das 7h30, a DJ Thascya Spirandelli assumiu o comando da pista de dança até 8h45, quando um encerramento especial, com percusionistas, recolocou as pessoas para o dia de trabalho. 
Além do formato da festa, a Wake em Uberlândia também inovou ao trazer uma forma de pagamento ainda não vista na cidade: o “Pay what you want” (Pague quanto quiser). No ato da compra do ingresso, a pessoa informou quanto quer pagar. No entanto, para que a pessoa tivesse ideia do quanto custaria uma festa desse porte, a organização apresentou preços sugeridos para quem participou da yoga e da pista, ou apenas da pista.
“Por ser um evento colaborativo, todo realizado por meio de doações, optamos por dar essa opção também a quem participou da festa, ressaltando que essa contribuição será de grande valia para a instituição beneficiada e que há 20 anos desenvolve um trabalho de muita relevância com pessoas que vivem em situação de violência”, enfatizou Larissa Cruvinel, organizadora da Wake Uberlândia. 

Sobre A WAKE 
A WAKE é uma iniciativa da HED (Human Experience Design), novo braço da consultoria de inovação consciente Mandalah, focado no design de experiências humanas. O projeto é liderado por Lourenço Bustani, sóciofundador da Mandalah, e teve seu pontapé inicial em uma festa no mesmo formato, que organizou em fevereiro de 2015, em São Paulo, para comemorar seu aniversário. Na ocasião, o evento teve uma cobertura inesperada no Jornal Nacional. Desde então, a WAKE já ocorreu 15 vezes nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Ribeirão Preto e também em cidades do México. 

Sobre a HED 
A HED (Human Experience Design) é um braço da Mandalah com o propósito de potencializar a natureza humana pelo design de experiências. Seu foco é desenhar vivências que convidem as pessoas a saírem de suas zonas de conforto e a se reconectarem com sua essência e a de todos ao seu redor. Entre seus eixos de atuação estão a WAKE (festa matinal) e o design de diferentes tipos de comemorações (aniversários, casamentos, etc.), retiros e workshops. 

Sobre a Mandalah
 A Mandalah é uma consultoria de inovação consciente. Seu propósito é acelerar a mudança dentro das organizações para que se enxerguem como forças transformadoras da sociedade e do planeta, não apenas alimentando um mercado de consumo, mas entregando principalmente saúde e alegria para as pessoas. A Mandalah trabalha com a criação de produtos, serviços, estratégias, processos e mensagens que conciliem a tão importante busca por lucro com a tão necessária busca por propósito, tendo como certo e não negociável que a organização do futuro se dará bem a partir do bem que promover. Fundada em 2006 em São Paulo, ela hoje está presente também no Rio de Janeiro, Fortaleza, Cidade do México, São Francisco, Nova York, Berlim e Tóquio. 


Colaboradores: Larissa Cruvinel (organização) / Mãe Natureza (Gastronomia saudável) / Açaí da Terra (Gastronomia saudável) / All Vitta (espaço) / DJ Thascya Spirandelli (música) / Lucas Ionaldo (filmagem) / Premavati Yoga (Yoga) / Dona Bele Estética (Escalda pés e esmaltação de unhas) / Edmar Moraes, Lúcia Silveira e Laurinda Satiko (Massoterapeutas) / Ícaro Pimenta (fotografia) / Sandra, Quézia e Renata (musicistas) / Ricardo Nocera (saxofonista)

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Cidade recebeu festa que reinventa a lógica urbana
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial