quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

A saúde na terceira idade merece atenção

Envelhecer com qualidade de vida tem sido a preocupação da população brasileira. 

Dia 27 de fevereiro é o Dia Nacional do Idoso. No Brasil, 11,3% da população tem mais de 60 anos e a nova expectativa de vida do brasileiro é de 73,1 anos. Até 2025, o Brasil deve ter a 6ª maior população de idosos do mundo, segundo os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBG. Esse cenário tem despertado a preocupação das pessoas com relação ao envelhecimento de qualidade.
            Segundo o clínico geral do Hospital e Maternidade MadreCor de Uberlândia-MG, Vinícius Paulino, há mais idosos, hoje, do que há duas décadas. “A expectativa de vida aumentou muito nos últimos anos devido ao desenvolvimento socioeconômico e as descobertas científicas. Isso tem aumentado a longevidade das pessoas, que estão cada vez mais atentas à questão do envelhecimento com qualidade de vida”, comenta o médico.
            Segundo o médico, muitos pacientes têm receio de chegar à terceira idade com doenças degenerativas como mal de Parkinson e Alzheimer. Todavia, ele salienta que outras enfermidades são típicas dessa fase da vida e também merecem atenção. “Infarto, angina, acidente vascular cerebral (AVC), diabetes, enfisema pulmonar e bronquite crônica, perda de audição, doença cardíaca hipertensiva, pneumonia, osteoartrose e catarata são os males mais comuns registrados nessa fase da vida”, cita.
            “O nosso maior desafio é associar qualidade de vida à terceira idade. Para isso, é preciso que as pessoas se conscientizem de que praticar hábitos saudáveis, além de prolongar os anos de vida, permitirá que o envelhecimento seja saudável e prazeroso, com destaque para o bem-estar”, comenta Vinícius Paulino.
            Dentre as práticas saudáveis, o especialista elenca: atividade física regular, alimentação saudável, balanceada, rica em fibras, ou seja, consumo de alimentos com a quantidade adequada de carboidratos, proteínas e gordura. “Os idosos devem evitar a ingestão de açucares e farinhas altamente refinadas, que estão associadas à constipação intestinal, câncer de cólon e diabete. É importante também evitar o consumo de carnes vermelhas gordas, embutidos e gorduras trans, do tipo que existem em lanches fast-food, bolachas recheadas, sorvetes e comida industrializada congelada. Isso ajuda a diminuir e controlar o colesterol” destaca o especialista.

            Realizar visitas regularmente ao médico também é importante. “Os idosos necessitam de um acompanhamento médico periódico. A prevenção é a melhor forma de combater as doenças”, conclui Vinícius Paulino.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

A saúde na terceira idade merece atenção
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial