quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Número de touros comercializados pelo Pró-Genética cresceu 30% em 2016

Ao todo, mais de 80 feiras e leilões foram realizados em todo o país, levando 2762 animais melhoradores para pequenos e médios produtores 

Em 2016, o Pró-Genética, programa de democratização de genética da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), bateu recorde quanto a número de animais comercializados. Foram 2762 touros POs que chegaram a pequenas propriedades de todo o país. A quantidade superou em mais de 30% o volume registrado no ano passado pelo programa.
“É um resultado expressivo. Mostra que estamos cumprindo nosso objetivo de contribuiR para uma pecuária mais produtiva e eficiente”, ressalta Rivaldo Machado Borges Júnior, diretor da ABCZ, reforçando a realidade é de que os pequenos produtores representam uma grande parcela da produção nacional. “Melhorar o gado dessas propriedades significa garantir uma maior lucratividade para todo o setor e a oferta de carne e leite de melhor qualidade e em maior quantidade”, afirma.
Vale destacar que nas feiras do Pró-genética temos a participação de diferentes criadores de várias raças, possibilitando variedade de animais de qualidade de diferentes origens no mesmo local, facilitando a escolha para os compradores, além da redução do custo de frete dos animais, pois os produtores só pagarão para levar seus novos touros do local da feira até sua propriedade. Além disso, nos locais das Feiras, a ABCZ e os parceiros, como entidades extensionistas e bancos, oferecem uma estrutura de facilidade de crédito e assistência técnica, e o comprador ainda pode negociar diretamente com o vendedor.
Ao todo, foram realizados mais de 80 feiras e leilões chancelados pelo Pró-Genética em 2016 em oito estados diferentes. Lauro Fraga, gerente do programa, conta que as eleições municipais em todo o país e a forte seca registrada em estados como Espírito Santo prejudicaram a realização de um volume ainda maior de feiras, uma das metas para 2017. “Esse é o objetivo maior do Pró-Genética e temos estreitado, cada vez mais, nossa relação com os Sindicatos Rurais, Prefeituras, Secretarias de Agricultura e Emater para que consigamos levar essas ações para o maior número de municípios anualmente”, reforça.
Por outro lado, Lauro Fraga destaca que foi constatado um crescimento de 43% do número de remates em relação a 2015. “Houve um entendimento por parte dos associados que o leilão é uma política importante dentro desse processo de disponibilização de touros melhoradores.  o produtor é importante entender que, participando dos leilões, ele pode apenas reconhecer o preço do mercado, não comprar e buscar outra oportunidade ou encontrar animais dentro do valor que ele está preparado para pagar e até menor”, comenta.

Pró-genética. O programa foi criado em Minas Gerais em 2006 em parceria com a SEAPA-MG, EMATER, EPAMIG e IMA com intuito de promover o acesso à genética de qualidade por pequenos e médios produtores rurais. Com o tempo, o Pró-Genética se espalhou por 17 estados. Ao todo, já foram comercializados. aproximadamente 15 mil reprodutores zebuínos puros e registrados. 

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Número de touros comercializados pelo Pró-Genética cresceu 30% em 2016
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial