terça-feira, 22 de novembro de 2016

Pesquisa aponta que 38% dos profissionais gastam mais de 1 hora útil no Whatsapp

No mundo corporativo, é comum as empresas liberarem o uso das redes sociais. Algumas até trabalham diretamente com essa ferramenta. Muitos negócios são fechados pelos facilitadores do Facebook e o Whatsapp. Mas, é preciso cuidado para não extrapolar, em especial quando o uso é liberado, mas o trabalho não depende desses meios para se comunicar.
            O problema é quando ocorre o uso desenfreado das ferramentas. De acordo com a analista comportamental, Hérica Santos, o uso pessoal excessivo de aplicativos no ambiente corporativo vem trazendo prejuízos às empresas. “Para ajudar os funcionários a focarem no trabalho, algumas empresas limitam o acesso a determinados sites, por exemplo, para não prejudicar o cumprimento das tarefas. Isso é assegurado por lei e pode gerar punição, caso o colaborador não respeite as regras, mas hoje, com wifi esse controle se torna mais difícil”, explica.
            Segundo o site de busca de empregos Jobatus, o Whatsapp é o aplicativo que mais impacta a produtividade dos profissionais brasileiros. A enquete realizada mostra que 93,8% das mulheres e 88,3% dos homens afirmaram utilizar o meio de comunicação com fins pessoais enquanto trabalham.
            No caso de redes sociais, o uso cai para 63% para mulheres e 52% para homens. Do total, 38,2% afirmaram gastar mais de uma hora útil de trabalho em aplicativos no smartphone. Apesar dos números elevados, 28,4% dos usuários acreditam que o uso dessas ferramentas não causa distração e apenas 12% dizem acreditar que essa utilização é prejudicial.
            De acordo com Hérica Santos, muitas pessoas ficam dispersas, conversam sobre assuntos particulares e perdem muito tempo utilizando esses aplicativos. “Na verdade, um dos grandes problemas que as pessoas enfrentam é não saber gerir o tempo, se organizar para entregar as atividades no trabalho a tempo, então, o mau uso desses aplicativos pode prejudicar o resultado”, afirma.
  
A tecnologia a favor da educação
            Hérica salienta que nem tudo é negativo. Ela, que trabalha com executivos e estudantes, afirma que muitos professores utilizam o celular como ferramenta pedagógica e site de busca para pesquisar conteúdos. “Muitos utilizam o Whatsapp e o Facebook para vender, expor e divulgar produtos. Já no meio educacional, somente lousa, giz e cadernos não são mais suficientes para manter essa geração motivada e interessada em aprender. Embora o uso do celular em sala de aula não seja aprovado por grande parte dos educadores, cada dia, mais profissionais da área tornam essas ferramentas aliadas da educação”, explica Hérica Santos.
            É o caso da professora de Inglês, Letras, Relações Internacionais e Estatística, Ana Maria Menezes. Ela conta que trabalha com tecnologia educacional desde 2009 e que os alunos aceitam muito bem a dinâmica. “No curso de Letras, ministrei disciplina sobre o trabalho da oralidade em inglês e utilizamos grupo do whatsapp para alunos praticarem oralidade. Eu pedia para gravarem diálogos, eles liam artigos e gravavam suas opiniões”, revela. 
            Outra possibilidade é enviar links de artigos, vídeos e pedir para que os estudantes façam pesquisas de recursos que possam compartilhar que estejam relacionados ao conteúdo que estão estudando.
          Ana Maria Menezes relata ainda que, tanto com adolescentes, quanto com estudantes universitários, ela utiliza o whatsapp como instrumento de avaliação. “Tenho a gravação do semestre todo e avalio tanto a parte de oralidade, quanto o uso do vocabulário, se usam estruturas gramaticais corretas. Como instrumento de avaliação funcionou muito bem, pois os áudios servem como evidência e ponto de progresso na fala em inglês”, afirma.
            A professora acredita que tudo depende de como o profissional vai usar a ferramenta do Whatsapp. “Precisa ter um fim pedagógico, com regras”, acrescenta Ana Maria.

Confirmados:
Eurobike Jaguar – F-Pace
Eurobike Land Rover – Range Rover Sport
Euroville BMW – X1 2.0i
Grupo Décio – Audi R8 Super Sport
Tecar Mercedes-Benz – GLA 200
Curinga Fiat – Toro Vulcano
Urca Hyundai Imports – New Elentra


Compartilhar

Postagens Relacionadas

Pesquisa aponta que 38% dos profissionais gastam mais de 1 hora útil no Whatsapp
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial