segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Câncer infantil

O câncer infantil é raro, porém de elevada mortalidade, o pediatra Alessandro Ribeiro Lemos, alerta sobre a importância dos exames periódicos para uma avaliação completa da criança. "Só com as consultas podemos monitorar o crescimento, ganho ou perda de peso e desenvolvimento geral, para fazermos a parte preventiva", disse o pediatra.
Ao contrário de muitos cânceres em adultos, o câncer infantil não está ligado ao estilo de vida e a fatores de risco ambientais. Além disto, é difícil reconhecer imediatamente o câncer em crianças, já que os sintomas podem se confundir com doenças comuns à infância. Por isto, o pediatra Alessandro ressalta a importância da data mundial de combate ao câncer infantil, 23 de novembro. “Com certeza, quanto mais cedo o diagnóstico maior a chance de cura, então precisamos alertar ao máximo os pais e cuidadores”.
É importante, portanto, estar atento ao aparecimento de alguns sintomas que podem ser sinais da doença. Procure um especialista caso seu filho apresente:
- Perda de peso;
- Manchas roxas e sangramento pelo corpo, sem machucados;
- Vômitos acompanhados de dor de cabeça, diminuição da visão ou perda de equilíbrio;
- Caroço em qualquer parte do corpo, principalmente na barriga;
- Febre prolongada, sem causa identificada;
- Dores nos ossos e nas juntas, com ou sem inchaços.

Lembre-se de que o tratamento do câncer começa com um diagnóstico correto. Ao avaliar o caso da criança, o médico solicitará os exames laboratoriais e de imagem necessários para avaliar o estado de saúde do paciente e identificar o problema. "O tratamento deverá sempre ser feito em local especializado e compreende de cirurgia, quimioterapia, radioterapia ou mesmo a associação dos três", disse o pediatra Alessandro.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Câncer infantil
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial