sábado, 22 de outubro de 2016

Dia Mundial de Combate à Sífilis

O dia 15 de Outubro é voltado ao combate da sífilis e os dados apresentados por pesquisas causam preocupação. As pesquisas revelam a incidência de casos de sífilis estão voltadas às mulheres gestantes e o número de casos da doença pode chegar até 42 mil, somente neste ano.
            De acordo com a ginecologista e obstetra Adriana Martins Boareto Carvalho, a doença é causada por um vírus em específico e pode vir acompanhada de sintomas diversos, dependendo do grau com que atinge o paciente: “A sífilis é uma doença sexualmente transmissível, causada pelo vírusTreponema Pallidum e seus sintomas iniciais são úlceras genitais, que podem vir ou não acompanhadas de mal estar.”, explica.
            Além disso, a médica esclarece que existem estágios diferentes da doença e que todos eles têm tratamento. “A doença tem seu estágio inicial, secundário e terciário e os estágios secundário e terciário possuem tratamento mais longo, feito com medicação.”, revela a médica.
            Para gestantes, o risco é maior, pois envolve a criança e pode acarretar problemas, tanto para a mãe quanto para a criança. “Em gestantes, o risco aumenta porque a criança também é prejudicada com a doença. Ela pode causar má formação fetal e o bebê pode nascer com sequelas.”
            Algumas dicas são fundamentais para a prevenção e tratamento da sífilis. As principais são:
·         Uso correto de preservativo;
·         Atenção a sintomas que possam levar à sífilis, como úlceras e mal estar;

·         Procurar sempre acompanhamento médico para solucionar dúvidas.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Dia Mundial de Combate à Sífilis
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial