quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Região leste torna-se vetor de crescimento em Uberlândia

Crescimento organizado favorece ocupação da região que recebeu diversos investimentos públicos e privados, nos últimos anos. 

Dados publicados no Anuário Estatístico da Infraero apresentam que, em 2010, o Aeroporto de Uberlândia registrou movimento de 765.395 passageiros. Em 2015, foram 1.168.978 passageiros. Apenas entre janeiro e junho de 2016, o movimento de aeronaves atingiu a marca de 11.714 entre pousos e decolagens. Ao aumento no número de passageiros no aeroporto está diretamente ligado o crescimento no fluxo de automóveis na região que, segundo dados da Prefeitura Municipal, chegam a 7 mil veículos ao dia.
Todos estes números apontam desenvolvimento da região e, consequentemente, de investimentos aplicados em infraestrutura urbana para crescimento organizado, como abertura de ruas e avenidas pavimentadas, obras de saneamento básico, rede elétrica, projetos comerciais e residenciais, entre outros.
Entre os últimos dez e cinco anos, a ocupação das áreas nesta região apresentou um crescimento expressivo, como observa o arquiteto e urbanista, Luiz Humberto Finotti. “Com os lançamentos imobiliários dos últimos anos, a região tornou-se vetor de crescimento na cidade. Além de toda infraestrutura aplicada, o aumento do número de empresas também se tornou uma alternativa muito saudável para famílias que preferem morar e trabalhar em locais próximos, sem necessidade de grandes deslocamentos, o que é muito bom também para mobilidade urbana. Além, da facilidade de acesso a outros pontos importantes da cidade, como a UFU, hospitais, supermercados, Parque do Sabiá que é uma referência em lazer público. Após a inauguração do Praça Uberlândia Outlet terão acesso à diversas opções de negócios e lazer”, justifica.

Diante de todas estas características, a região leste foi escolhida para receber em breve o lançamento de um novo empreendimento diferenciado com foco na qualidade de vida dos moradores. “Empreendimento traz o conceito, adotado em grandes cidades, como alternativa saudável de convivência entre os moradores, com incentivo ao lazer interno e permeabilidade controlada. Projeto urbanístico moderno, mas com ar de tranquilidade das pequenas cidades”, define Finotti, responsável pelo projeto arquitetônico e urbanístico do empreendimento.

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Região leste torna-se vetor de crescimento em Uberlândia
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial