quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Documentário sobre a história do Teatro Municipal de Uberlândia será lançado no evento Virada Cultural

O documentário “Entre Retas e Curvas: uma história do Teatro Municipal” será lançado, no dia 27 de agosto, às 20h, durante a 1ª Virada Cultural de Uberlândia. O evento vai reunir nos dias 26 e 27 de agosto no Teatro Municipal vários tipos de arte, como teatro, literatura, música, cinema, dança, festival gastronômico, exposições, entre outras manifestações culturais. 
“Entre Retas e Curvas” de autoria da jornalista e mestre em Tecnologias e Comunicação pela UFU, Fernanda Torquato, conta a história da construção do Teatro Municipal de Uberlândia. O roteiro começa com o primeiro projeto arquitetônico elaborado por Saul Vilela, em 1978; aborda o segundo projeto, desta vez, feito por Oscar Niemeyer em 1989; passa por diversas polêmicas; readequação de projetos; por anos de obras e interrupções, até chegar à inauguração em 2012 e reabertura do Teatro em 2013.
O documentário é baseado em uma pesquisa feita pela jornalista durante o mestrado em Tecnologias, Comunicação e Educação da Universidade Federal de Uberlândia, que teve orientação do professor doutor Rafael Duarte de Oliveira Venancio.  A pesquisa foi feita prioritariamente nas edições do jornal Correio de Uberlândia de 1978 e de 1989 a 2013 que ficam no Arquivo Público de Uberlândia.
Além da investigação no jornal impresso foram realizadas entrevistas com pessoas ligadas à história do Teatro, entre elas o arquiteto sobrinho de Oscar Niemeyer, João Niemeyer; o arquiteto Saul Vilela; as ex-secretárias de Cultura, Terezinha Magalhães, Creuza Rezende, Mythes Lintz, Lídia Meireles e Mônica Debis, além do ex-secretário Gilberto Neves. Foram entrevistados também o jornalista e chargista Maurício Ricardo; o professor de arquitetura da UFU, Luis Eduardo Borda, o economista Eduardo Nunes e o skatista Andre Luiz Mendes. A classe artística também se encontra representada pelo ator Samuel Giacomelli e pelo produtor cultural Carlinhos Guimarães.
O filme tem a duração de 63 minutos e além das entrevistas é composto por imagens de arquivo da TV Integração cedidas à pesquisadora, arquivos de fotógrafos da cidade, imagens da produtora Cinefilmes, vídeos de divulgação de espetáculos, cartazes e imagens de apresentações realizadas dentro e fora do Teatro Municipal.
Além do filme com a narrativa principal, o DVD de “Entre Retas e Curvas” traz entrevistas extras com outras fontes, como a diretora da Escola Vórtice de Danças, Guiomar Boaventura; o ator Flávio Arciole; o artista plástico Alexandre França; a bailarina do Alabama Ballet Luiza Boaventura; a pianista Viviane Taliberti e o jornalista Gleides Pamplona. Os entrevistados falam sobre temas que complementam a história do Teatro Municipal de Uberlândia, como histórias dos outros teatros da cidade, Rondon Pacheco e Grande Othelo, do sentimento da classe artística em relação à demora nas obras do Teatro Municipal, da característica ufanista atribuída a Uberlândia e da posição que o Teatro ocupa enquanto instrumento de disseminação da cultura na cidade e região.

Equipe:
Fernanda Torquato: pesquisa, produção, roteiro, edição e direção
Deyvisson Costa: direção de fotografia
Lucas Ionaldo: direção de fotografia da abertura
Gustavo Araújo: edição e finalização
Matheus Trindade: diretor de arte
Prof. Dr. Rafael Duarte Oliveira Venancio: orientação

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Documentário sobre a história do Teatro Municipal de Uberlândia será lançado no evento Virada Cultural
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial