quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Das oficinas ao mercado de trabalho: cultura gera emprego em Uberlândia

Conheça o case de Gabriela Martins (15 anos) e entenda melhor como projetos socioculturais podem colaborar para o desenvolvimento de habilidades almejadas no mercado de trabalho 

Já dizia o escritor escocês, Thomas Carlyle: ‘a grande lei da cultura é esta: deixar que cada um se torne tudo aquilo para que foi criado capaz de ser’. E é nesta perspectivaque o Grupo EMCANTAR, há quase completos 20 anos, trabalha mesclando cultura e educação em locais onde a escassez de recursos pode prejudicar o desenvolvimento humano, e assim vem colhendo bons frutos, como o case de Gabriela Martins: uma história que vale a pena ser compartilhada...

Do sonho à realização!
Gabriela Borges Martins, 15 anos, conheceu o trabalho artístico do EMCANTAR em maio de 2010, no Alvorada Cultural, evento de mobilização que o Grupo promove no bairro Alvorada, setor leste de Uberlândia (MG). 
Desde então, a menina de apenas nove anos começou a acompanhar apresentações do EMCANTAR na cidade com o sonho de um dia subir no palco com esses artistas.
De lá para cá, foram cinco anos participando das oficinas artísticas oferecidas pelo Grupo no seu bairro.
Já em 2011, nas oficinas de literatura e de canções e brincadeiras, ela desenvolveu habilidades artísticas e competências humanas, mudando sua perspectiva de vida, melhorando seu comportamento em casa e na escola, e trabalhando seus problemas familiares através da expressão pela arte. “As atividades das oficinas fizeram com que eu tivesse uma postura emocional melhor, me ajudou em vários momentos”, conta Gabriela.
Os dois anos que permaneceu nas oficinas de literatura lhe geraram uma monitoria de turma apenas com 12 anos de idade, a participação na criação de dois livros publicados e a conquista de um prêmio municipal de literatura na escola onde estudava. 
Contudo, sua paixão sempre foi a arte cênica. E mais adiante, matriculando-se nas oficinas desta modalidade, aprendeu canto, teatro e percussão, participou de cinco espetáculos, conseguindo finalmente atuar e cantar junto com o grupo EMCANTAR em dois espetáculos. 

Paixão e dedicação
Atualmente, Gabriela segue firme no projeto Transforma – Oficinas de Artes Cênicas - que atende 150 crianças e adolescentes da região leste da cidade, e é destaque por sua dedicação, pois neste ano não só matriculou o irmão de seis anos no projeto como também se inscreveu em oficinas de preparação para o trabalho, conquistando uma vaga de Menor Aprendiz para trabalhar na Associação EMCANTAR. “Estou muito feliz de hoje poder participar dessa história estando do outro lado. Meu objetivo é entrar para o grupo artístico, pretendo também fazer faculdade de artes cênicas e ciências sociais, para poder contribuir com o EMCANTAR cada vez mais, e assim ajudar outras pessoas”, diz.
Para Ana Lopez, coordenadora pedagógica e artista do EMCANTAR,Gabriela tornou-se um caso de sucesso do Grupo.“Ela participou de um processo seletivo e conquistou a vaga que tanto almejava, tendo como base o aprendizado que adquiriu durante todos os anos de oficinas. Agora, como Menor Aprendiz do Grupo poderá continuar construindo seu caminho, e também ajudando seu irmão e tantas outras crianças a fazerem o mesmo”, diz Lopez.

Mais sobre “Transforma – Oficina de Artes Cênicas – Ano II”
O “Transforma – Oficina de Artes Cênicas – Ano II” é apresentado pelo Ministério da Cultura, Governo de Minas e Instituto Algar, realizado pela Associação EMCANTAR, em parceria com o ProgramaTransforma, por meio das Leis Rouanet e Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais. 

Mais sobre o Instituto Algar
Por acreditar que a educação é o caminho que vai levar o Brasil a uma realidade melhor, o Grupo Algar investe, desde 1994, em programas sociais voltados à comunidade. A ideia é contribuir com a melhoria da qualidade da educação brasileira. Ao longo dos anos, estes programas cresceram e, em 2002, passaram a ter a gestão do Instituto Algar e uma atuação em três dimensões: social, ambiental e cultural. Os programas sociais chegam a 25 cidades, 102 escolas parceiras, 8.020 mil alunos beneficiados, 225 educadores envolvidos e a participação voluntária de 1.150 associados da Algar.

Mais sobre o EMCANTAR
É um grupo que há 19 anos trabalha com Arte e Educação. Na vertente artística, já lançou cinco álbuns: EMCANTAR (1999), MUTIRÃO (2003), PARANGOLÉ (2009), ESCUTATÓRIA (2012) e ENTREDENTES (2013). Além disso, realizou mais de 800 apresentações para mais de 250 mil pessoas de diversas cidades do Brasil.

Na área educacional, desenvolve projetos de formação em artes, cultura e meio ambiente, através dos quais já envolveu mais de 30 mil pessoas, especialmente, educadores, crianças e adolescentes de regiões periféricas. Para saber mais, acesse: http://www.emcantar.org

Compartilhar

Postagens Relacionadas

Das oficinas ao mercado de trabalho: cultura gera emprego em Uberlândia
4/ 5
Oleh

Assine via e-mail

Adicionar o seu endereço de e-mail para subscrever .

Página inicial